Meu eu sem você


Meus dias nunca foram tão cinzentos como os do outono de 1994. Nessa época do ano o céu escurece mais cedo, flores e folhas já sem cor, caem no chão, e são arrastadas sem destino certo pela brisa fria. Me vi nesse cenário depois da nossa conversa no café, aquele lá da central. Você me deixou assim. Sem destino, sem alegria, sem cor. 

Ainda não entendo claramente o porquê de tudo. Lembro que você me disse algo relacionado a realizar seus sonhos. Eu pensava que era o maior deles, ingênua demais. Depois daquele dia, você sumiu no mundo. Não disse quando ia, nem quando voltaria. Não veio se despedir de mim -sim, eu esperei por isso. Não deixou nenhum recado com seus pais, ou amigos. Não me ligou. Não mandou cartas. Não me deu um rastro de notícias suas. Simplesmente se foi. Deixando comigo, apenas lembranças.

Essas me corroíam de tanta saudade, e ao mesmo tempo me faziam acreditar que você poderia voltar. Acreditei tanto nessa hipótese que não tive coragem de tirar a nossa foto da parede do meu quarto, me lembro de como você ficou feliz quando a coloquei ali. Confesso que nos primeiros dias, sua ausência quase me destruiu. Não tinha percebido o quanto gostava de você, e da sua companhia. Me senti sozinha. Sem graça. Sem felicidade. Sem ânimo. Sem sonhos. Sem tudo. Sem você.

 O tempo passou. Minha mãe sempre me disse que ele poderia não curar completamente,  contudo apagava aos poucos a dor. Ela estava certa. Por mais que eu gostasse de você, eu percebi que tinha uma vida inteira pela frente, então decidi fazer o mesmo que você. Segui com a minha vida. Obrigada. Por sua causa, cresci muito como pessoa, e aprendi a ser feliz primeiramente comigo mesma. Hoje, quase dez outonos depois, fiquei contente em te reencontrar. E mais ainda por me lembrar que você foi tudo pra mim. Foi, não é mais.

Obs: Escrevi enquanto escutava Tim Maia.

8 comentários:

  1. Amei. Você escreve muito bem, de verdade. <3
    http://veseaprendeta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Amiiiiiiga linda que saudade! Adorei o textinho, é muito decepcionante quando nós depositamos todas as nossas forças em alguém que não sabe valorizar o nosso amor, né? Mas realmente o tempo passa, as coisas mudam e os sentimentos também!

    Estou mega feliz de estar de volta no blog, obrigada por estar sempre comentando por lá! Eu assisti o seu primeiro vlog e ADOREI! Beijo lindona :)

    www.aoficinafeminina.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tava morrendo de saudades também Ju! Fico feliz por ter gostado do texto e do meu primeiro vídeo! Vê se não some hein! Beijos! <3

      Excluir
  3. Que fofura, adorei! Começa a postar mais textos próprios, porque você escreve direitinho rss.
    Aproveitando, eu ia ficar super feliz com uma visita sua no meu blog.
    http://romannticize.blogspot.com.br/
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, fico feliz por ter gostado! Nas tags 'Pensamentos', e 'Thayta Escreve' você vai encontrar mais textos que eu publico aqui no blog, e como todos os posts, de minha autoria. Espero que goste. Beijão, e continue acompanhando o blog.

      Excluir
  4. Amei muuuito esse seu texto Thalyta, de verdade... Agora,um dos meus favoritos! =)
    Muitos beijos, e se quiser conferir mais textos, já sabe né? É só visitar o Confidence(Garotas em palavras), Tenho certeza de que vai amar *--*
    *Beijooos, escrevendo cada vez melhor!!!

    Confidencegp.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico super feliz por ter gostado Alice! Beijos, e volte sempre! :)

      Excluir

Comente aqui! <3